Rua Antônio Parreiras, 15 - 1604. Boa Viagem - Niterói / RJ -- BRASIL

Cep: 24.210-320

contato@grupocastellani.com.br

               

         Tel.: +55 21 999-099-666

Envie: "VINHOS" pelo Whatsapp e entre para o Grupo:

- Guia de Vinhos -

  • White YouTube Icon
  • White Vimeo Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2016 Copyrights: Grupo Castellani e Club On the Rocks - Brasil. ® Todos os direitos reservados.

Website e Aplicativo desenvolvidos por Grupo Castellani Inovações & Tecnologia. Consulte-nos por e-mail.

COMO DEGUSTAR O CAFÉ

             A minha primeira aula de barista foi começar tomando um curto, metade de uma xícara de café espresso. Logo eu, que só tomava café com leite, na falta do Nescau. Dá para imaginar o arrepio que me deu?

             Lembrando disso resolvi começar as postagens no Blog do Grupo Castellani pela tarefa mais importante, a degustação do café.

           Aprender a degustar um café exige paciência e muito treino. O café é uma bebida extremamente aromática, possuindo mais substâncias olfativas que o vinho ou que o chocolate depois de torrado. Mas o aroma é só uma das partes do mundo do café, ele ajuda a complementar o seu paladar, pois também é preciso perceber as cores, os sabores e a textura da bebida.

          Degustar o café é uma tarefa importante, pois existem tantas variedades e formas de prepará-lo que as possibilidades de degustação são inúmeras. O ideal é escolher um café de qualidade para começar a degustação e lembrar de duas coisas: uma que a forma de preparação também altera as propriedades da bebida, e outra principal é ser sem açúcar. Sim, pois degustar café é como degustar vinho, e ninguém coloca açúcar no vinho para degustá-lo, certo?

 

Primeiros passos

 

           Eu sugiro começarmos a experimentar cafés! Cafés de diferentes marcas do mercado, cafés em cafeterias diferentes, e tentar lembrar o que você sente a cada prova. Se não aguentar beber todo o café sem açúcar, que seja pelo menos o primeiro gole, para você conhecer o que está tomando e a se habituar aos diferentes sabores e aromas.

              Depois passe a ir em casas especializadas onde você sabe que tem um Barista (profissional especialista em café) preparando seu café. Lembrando que, nesse primeiro momento, você pode escolher cafés mais simples; e nem se preocupar que sejam todos Gourmet. Nós vamos chegar lá. Agora é só treinamento do paladar.

 

Como degustar o Café Gourmet?

 

A degustação em si deve ser feita em três etapas:

 

  1.     Sinta os aromas: coloque a xícara próxima ao nariz e tente descrever o que sente. Eles podem ser florais, cítricos, achocolatados etc.

  2.       Sinta os sabores: o primeiro gole deve ser feito misturando o café com o ar: faça uma espécie de bico com a boca e puxe a bebida com bastante ar (lembre de como algumas pessoas tomam sopa, de forma bastante ruidosa). Ao misturar o café com o oxigênio, você revela sabores. Não engula ainda: faça esta quantidade de café “dançar” pela sua boca, mudando constantemente a posição sobre a sua língua. Você verá que alguns cafés parecem mais ácidos, mais amargos ou mais doces que outros.

  3.      Engula a bebida: e sinta o sabor quando ela passa pela parte posterior da sua língua. Alguns cafés não revelam o seu amargor até serem engolidos.

              Repita o processo, mas desta vez, trague o café sem ar. Sinta a diferença e note as sensações.

             Os cafés podem ser classificados de acordo com os aromas, com o corpo, com o grau de suavidade e de acidez etc.

 

Para lembrar ...

Aroma :

             É o cheiro que o café tem. Alguns exemplos de aroma são: de especiarias, floral, de nozes e chocolate. Essas fragrâncias distintas estão diretamente ligadas ao sabor em si do café. Lembre-se de que alguns aromas são mais sutis e apresentam até um certo desafio para serem sentidos por um provador novato de cafés.

         Mesmo assim, é importante iniciar suas degustações de café apreciando o seu aroma, já que grande parte do sabor que percebemos deriva do que conseguimos apreender com nosso olfato.

 

Acidez: 
          Ao nos referirmos à acidez como um termo típico de experimentação de café, não estamos nos referindo ao real nível de pH do café, mas apontando uma característica (presente ou não) em determinados cafés que é a de deixar o palato rapidamente limpo de quaisquer vestígios, após ser degustado.

           Você vai provar e apreender a acidez do café nas partes laterais e na ponta da língua, da mesma forma quando experimentamos a acidez de uma fruta cítrica.

        Cafés de acidez elevada são descritos como vívidos, adstringentes, mas com passagem rápida pela língua, sem deixar muitos vestígios.

           Cafés de baixa acidez são mais suaves na boca e seu paladar tende a perdurar mais.

 

Corpo:
           É a sensação de “peso”e/ou “ textura” que o café deixa na língua. Ele tem gosto leve ou pronunciado na sua boca? Essa é a sensação que se tem ao compararmos leite integral com leite desnatado. Um café com corpo leve vai parecer de paladar leve na sua língua e seu sabor não perdurará por muito tempo. Em comparação, um café encorpado, aveludado, tem peso na sua língua, e o seu paladar permanecerá por algum tempo.

 

Sabor:
         É o paladar em si do café. Essa característica parece ficar registrada em várias partes da boca. Frutas cítricas, cacau, chocolate e frutas silvestres são apenas alguns dos sabores que você pode detectar em alguns cafés.

          Alguns desses sabores são de muito fácil identificação, ao passo que outros são mais sutis e menos fáceis de reconhecer.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Blog

Featured Posts

2018. O ano da SUPER-SAFRA!

April 13, 2018

1/7
Please reload

Archive
Please reload

Follow Me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon